Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tecnologias no Desporto

Tecnologias no Desporto

Este blogue foi criado no âmbito da unidade curricular de Sistemas Computacionais no ano letivo 2016/2017 por duas alunas da licenciatura de Ciências e Tecnologias da Documentação e da Informação.

Conclusão

Atualmente, o papel da tecnologia no desporto é muito importante como é possivel se verificar pelo infindável número de avanços com que esta contribuiu para o seu sucesso.

Com este trabalho, apercebemo-nos de que a tecnologia dinamizou todos os desportos, fazendo-os evoluir.

Contudo, é necessário estipular os limites entre o uso da tecnologia e a sua total dependência, de modo a evitar ao máximo excessos ou desigualdades. É necessário assim um equilíbrio, o seu uso não deve prejudicar a competitividade dos vários desportos e desportistas, nem as características que tornaram o desporto numa das atividades preferidas da sociedade humana.

 

 

Avanços Tecnológicos no Alpinismo

Crampons

 

 Os crampons são uma espécie de sapatos de ferro que o alpinista deve aplicar por baixo da bota para poder caminhar no gelo. Antigamente, os aventureiros utilizavam um sistema precário, que parecia mesmo um ferro com pregos por baixo do calçado.

 Hoje em dia, a Black Diamond, empresa ligada ao Alpinismo, desenvolveu o sistema de pegada em 3D, no qual o alpinista pode andar sem ficar “preso” ao gelo, uma vez que o formato das garras é feito de forma a facilitar o movimento, como se ele estivesse a pisar uma bola em três dimensões.

 

 

 

AvaLung

 

 Também desenvolvido pela Black Diamond, este acessório permite que as vítimas de avalanches consigam respirar por debaixo da neve. Composto por dois tubos, servindo um deles para que o ar expirado seja eliminado, enquanto que o outro traz oxigénio captado da neve por meio de um dispositivo posicionado na alça da mochila.

 

 

 

 

Avanços Tecnológicos no Ténis

O olho de falcão é um complexo sistema controlado por computador, utilizado no críquete, no ténis e  noutros desportos, que garante um acompanhamento eletrónico preciso da trajetória da bola e o registo estatístico de todas as trajetórias que a bola tomou durante a partida. No ténis, este é um sistema que está presente nos torneios mais importantes. Em 2010 a tecnologia por trás do olho de falcão foi adquirida pela Sony.

 

 

Avanços Tecnológicos no Atletismo - Tempo de chegada e Instrumentos Utilizados

Mas os avanços tecnológicos no Atletismo não ficam por aqui...
Antigamente, nas provas de velocidade, era difícil apurar o vencedor quando os atletas chegavam à meta quase ao mesmo tempo. Hoje em dia várias inovações permitem superar essas dificuldades. Um exemplo foi a invenção de aparelhos que registam o tempo exato em que os atletas chegam à meta.
Também houveram avanços ao nível dos instrumentos utilizados pelos atletas, nomeadamente às varas utilizadas no salto à vara, aos dardos e ao objeto lançado no lançamento do peso.
Atualmente as varas são feitas de fibra de carbono ou fibra de vidro o que proporciona uma grande diminuição do seu peso e uma maior flexibilidade.
Também os dardos sofreram alterações na sua conceção e no seu lançamento.
No lançamento do peso, também o objeto que é lançado sofreu alterações, antes os pesos eram fabricados a partir de grandes pedras e hoje em dia são feitos de metal.

Avanços Tecnológicos na Natação - Colorado Olympic Training Center

 O Centro Olímpico de Treinos (Olympic Training Center) no Colorado, EUA, possui muitas ferramentas que possibilitam ao nadador aprender mais sobre o modo como nada e quais as suas habilidades. Este Centro tem um sistema que permite que o atleta seja empurrado para a água mais rapidamente do que se eles tivessem feito isso por eles próprios. Isto faz com que eles sintam como se estivessem a nadar ao seu ritmo e identificar formas de se tornarem mais ágeis dentro de água. Para além disso, nos últimos tempos, este Centro tem também desenvolvido testes a equipamentos fisiológicos para calcular a eficácia do uso do oxigénio e como utilizá-lo como fonte de energia para os nadadores.

 

Avanços Tecnológicos na Natação

O uso da ciência na Natação tem aumentado significativamente, isto com o objetivo de tornar os nadadores mais rápidos, sendo que o avanço da tecnologia desempenha um papel fundamental neste aspeto. Atualmente, é normal filmar-se os nadadores sob diferentes ângulos, quer à superfície, quer debaixo de água. Isto permite que os treinadores e os próprios atletas analisem mais detalhadamente o modo como estes nadam, analisando-o assim com o intuito de mostrar ao nadador o que deve ou não fazer durante as provas, modificando as suas táticas durante as competições. As imagens desses vídeos também podem ser utilizadas para medir as forças geradas pelos atletas. Modelos computorizados de nadadores também têm sido desenvolvidos para ajudar os cientistas a estudar as formas mais eficazes de nadar.

Avanços Tecnológicos no Voleibol

Mundialmente, o voleibol é o desporto com maior número de praticantes, a seguir ao futebol.

É também um dos desportos com maior número de jogadas questionáveis e polémicas, visto que é um desporto onde a bola pode facilmente ultrapassar os 120 Km por hora numa jogada. Com esta velocidade, é muito difícil ver exatamente onde esta poderá ter batido no chão, o que acaba por dificultar imenso o trabalho dos árbitros na hora de decidirem para que equipa fica o ponto.

O sistema Penalty d-Tech, criado em 2006 por uma empresa brasileira, é um sistema de câmaras de vídeo e antenas juntamente com uma bola com um chip instalado no seu interior. Graças a este sistema, atualmente com uma precisão de 99%, em apenas alguns segundos os árbitros poderão receber a informação se a bola saiu fora do campo ou não, este método costuma ser solicitado só em caso de dúvida quando a bola cai perto da linha final ou das linhas laterais. Este sistema também deu frutos na área da estatística por exemplo: quantas vezes a bola saiu fora do campo, a sua velocidade, o número de toques em jogo, entre outros.

A desvantagem do uso deste sistema é o custo elevado o que impede que todas as federações de voleibol tenham acesso a esta tecnologia.

O chip inserido na bola é cada vez mais pequeno e leve de modo a não alterar o peso da bola e sem este correr o risco de se partir com o impacto no chão.

 

 

 

 

 

Avanços Tecnológicos no Atletismo - Calçado

Como já foi referido noutro post, o Atletismo teve origem nos primeiros Jogos Olímpicos na Grécia Antiga e é um conjunto de atividades desportivas como corridas, saltos e lançamentos.

No entanto, o maior avanço tecnológico no Atletismo é atualmente a adaptação do calçado às várias modalidades.
O calçado para as provas de velocidade, normalmente não possui sola no calcanhar mas sim uma placa até ao ante-pé. Esta pode ser rígida ou flexível conforme o fabricante.
Para uma corrida de barreiras, os atletas podem escolher entre sapatos de velocidade ou sapatos de meio fundo.
Na corrida de fundo os desportistas utilizam sapatos de bico.
O calçado do salto em comprimento, do salto à vara e do triplo salto também foi alterado.

 

 

Avanços Tecnológicos no Futebol - Estádios

 Como já demos a conhecer no post anterior, são diversos os avanços tecnológicos no Futebol. Posto isso, decidimos desta vez abordar os avanços ao nível dos estádios.

 Os novos estádios são cada vez mais evoluídos e autênticos poços de tecnologia. Desde a iluminação, à circulação de ar, ao sistema de som e ao piso, tudo é estudado ao pormenor. Muito devido aos Inverno rigorosos, sendo que no Hemisfério Norte é cada vez mais uma opção a instalação de coberturas retrácteis nos estádios, que permitam a realização de eventos sem depender do clima. Com custos de construção astronómicos, estes colossos da engenharia começam a adotar também tecnologia que permite proteger o relvado, podendo receber assim outro tipo de eventos sem danificar o piso original.